Portal da Cidade Andradas

CINEMA

Filme “Narradores de Javé” será exibido em sessão gratuita na Praça da Urca

Ação é parte do projeto Cine Olhar que ocorre através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura

Postado em 22/08/2019 às 13:30 |

A entrada é gratuita e aberta a toda população com lotação de 300 lugares (Foto: Divulgação)

Na próxima quinta-feira (29) às 19h30, na Praça da Urca (espaço arborizado ao lado do Museu Histórico e Geográfico), o Cine Olhar exibe o filme “Narradores de Javé”, de Eliane Caffé para a comunidade poçoscaldense e estudantes do período noturno da Escola Padrão Parque das Nações e Escola Estadual David Campista, em Poços de Caldas. A obra cinematográfica brasileira é protagonizada por José Dumont, Luci Pereira, Nelson Xavier com participação de Matheus Nachtergaele. A exibição integrará a programação do MIA - Mostra Integrada de Artes. 

Esta é a segunda de três exibições de cinema do projeto neste ano, a próxima e última exibição será em novembro, sempre na última quinta-feira do mês. A entrada é gratuita, aberta a toda população com lotação de 300 lugares e será oferecido como cortesia uma pipoca e um refrigerante para este público. O projeto é realizado através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, com o patrocínio da Ouro Mix Concreto Usinado, Instituto Donato, apoio da Gmaf Soluções Empresariais e Margot Gourmet Comidas Congeladas, de produção Pomar Produtora Cultura.

O filme conta a história do pequeno vilarejo de Javé, onde somente uma ameaça à própria existência pode mudar a rotina dos habitantes do local. Os moradores se deparam com o anúncio de que a cidade pode desaparecer sob as águas de uma enorme usina hidrelétrica. Em resposta à notícia devastadora, a comunidade adota uma ousada estratégia: decide preparar um documento contando todos os grandes acontecimentos heroicos de sua história, para que Javé possa escapar da destruição. Como a maioria dos moradores são analfabetos, a primeira tarefa é encontrar alguém que possa escrever as histórias.

“Nós trabalhamos apenas com filmes nacionais e fazemos uma curadoria dos filmes que serão exibidos. A escolha se dá primeiramente pela linguagem e por serem filmes reflexivos, mas, ao mesmo tempo, de fácil entendimento e divertidos”, explicou Valéria Freitas, produtora executiva do projeto. Valéria comenta que ‘’Narradores de Javé” trata de questões importantes como o patrimônio cultural, a oralidade, o senso de comunidade, a desigualdade social nos interiores e o desaparecimento de pequenos vilarejos e povos diante da “modernização”.Segundo Larissa Freitas, produtora cultural e curadora do Cine Olhar, esta é a oportunidade de a população entrar em contato mais profundo com as artes visuais. “As sessões de cinema têm sido muito significativas. Nós fazemos questão de organizar a melhor experiência para o nosso público, não renunciamos o tapete vermelho, as luzes, a pipoca e o refrigerante, pois, são os detalhes que proporcionam o clima de um cinema e depois, gostamos de saber o que o público pensa sobre o filme assistido e sobre suas próprias experiências”, destacou.

Valéria e Larissa comentaram a parceria com o festival MIA – Mostra Integradas de Arte, da produtora Chiara Carvalho, e, ressaltaram a importância da interlocução entre os diversos projetos culturais da cidade para o fomento de uma cultura democrática e plural. Outras parcerias relevantes foram as participações de duas instituições de ensino, a Escola Estadual Parque das Nações e Escola Estadual David Campista. “Temos sempre a preocupação de incluir as instituições públicas de ensino nos projetos que realizamos. A Escola Padrão do Parque das Nações, representada pela figura da diretora Marcela Campos, demonstra sempre muito interesse na conjunção das temáticas culturais com o conteúdo educacional. Neste caso, 45 alunos do período noturno estarão presentes e utilizarão o filme como atividade educacional. Já o David Campista participará pela primeira vez de nossas atividades e esperamos um público estimado de 200 alunos. O filme exibido pode ser trabalhado em diversas disciplinas escolares como história, português, sociologia, filosofia, geografia, entre outras. O mais potente do cinema é que as conexões que podem ser feitas são diversas”. 

Sobre o projeto

O projeto Cine Olhar é uma ação resultante projeto Olhar Circular que ocorre desde 2008 em municípios do sul de Minas Gerais.

Reconhecendo a necessidade de atividades que ressaltem as diversas linguagens artísticas, o Cine Olhar é uma ação cultural que promove gratuitamente em espaços públicos obras cinematográficas coerentes com temáticas sociais, atrelando sempre o entretenimento e a cultura.

Tem como objetivo democratizar o acesso da população à eventos culturais voltado para o audiovisual. O projeto atendeu desde 2016 aproximadamente 2000 pessoas e exibiu 07 obras cinematográficas nacionais.

Serviço 

Mais informações podem ser encontradas no site www.olharcircular.com.br ou pelas páginas no Facebook: www.facebook.com/ProjetoOlharCircular e https://www.facebook.com/cineolharprojeto/ e no Instagram: @olharcircular.

Fonte:

Deixe seu comentário