Portal da Cidade Andradas

RISCO DE GOLPE

Procon orienta sobre descarte correto de embalagens de compras pela internet

Órgão alerta que os dados pessoais podem ser utilizados para clonar cartões de crédito

Postado em 28/07/2021 às 01:00 |

Consumidor deve destruir as etiquetas que contenham seus dados pessoais (Foto: Pixabay)

Os consumidores que compram pela internet precisam ficar atentos não apenas com a segurança dos seus dados nos sites em que fazem suas transações comerciais. Na hora em que recebem suas encomendas, é necessário um cuidado simples, mas que muita gente ignora. É que as etiquetas coladas nas embalagens trazem dados importantes do cliente, como nome, endereço e até CPF.

Por isso, o Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) orienta que os clientes rasguem essas etiquetas ou as violem de forma que não seja possível ler as informações pessoais contidas nelas. Essa dica vale também para todo tipo de correspondência recebida e que estiver sendo descartada, como contas de água, luz, internet, TV por assinatura e comunicados de bancos, por exemplo.

“A maioria das pessoas simplesmente joga as embalagens e as correspondências no lixo, sem se darem conta de que seus dados estão impressos ali de forma clara”, afirma o coordenador do Procon Assembleia, Marcelo Barbosa. Esses dados pessoais podem ser utilizados por criminosos para se fazer cadastros fraudulentos, clonar cartões de crédito, falsificar documentos, obter empréstimos ilegalmente e até abrir contas bancárias fantasmas, criando sérios transtornos para os titulares desses dados.

“O lixo, quando vai para a rua, está disponível para qualquer pessoa. Por isso é muito importante tornar as etiquetas das correspondências ilegíveis a fim de evitar problemas”, completa Barbosa. Finalmente, outra dica não menos importante: lembre-se de retirar e guardar as notas fiscais, que muitas vezes vêm em um saquinho plástico colado na embalagem da encomenda despachada pelo fornecedor.

Fonte:

Receba as notícias de Andradas no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário

Outras notícias

Mais Lidas