Portal da Cidade Andradas

TRAGÉDIA

Morre mais uma vítima do acidente que aconteceu no domingo na SP-342

Com esta morte confirmada, agora são duas vítimas fatais e duas ainda internadas em estado grave

Postado em 10/09/2019 às 13:15 |

(Foto: John Everte)

Jonatas Jefferson de Freyre, de 30 anos, veterinário, foi a segunda vítima fatal do acidente que aconteceu no domingo, dia 8, no km 179 da rodovia SP-340, próximo ao bairro rural Santa Rita e Ouro Preto, em Mogi Guaçu.

Segundo apurado, ele morreu nesta segunda, 9, por volta das 16h. O velório e sepultamento acontecem nesta terça-feira, em Mogi Guaçu.

O acidente

Segundo apurado e relatado pelos policiais rodoviários Cabo Welton e Cardoso, um Ford Fiesta, prata, com placas de Mogi Guaçu, conduzido por um motorista de 59 anos, ao tentar ultrapassar um GM Celta, preto, sentido Mogi Guaçu, causou uma colisão em um Ford Fiesta, vermelho de Andradas, que vinha logo atrás pela faixa da esquerda, em manobra de ultrapassagem.

Com esta leve colisão lateral, o condutor do Fiesta vermelho de Andradas se perdeu, invadiu o canteiro central e atravessou para a pista do sentido contrário, colidindo frontalmente com um Fiat Palio, branco, com placas de Mogi Guaçu.

Equipes de Socorro da Renovias, Corpo de Bombeiros e SAMU de Mogi Guaçu foram acionados e socorreram sete feridos para a Santa Casa de Mogi Guaçu, uma pessoa morreu no local.

No Fiesta vermelho estava Clayton Soares da Silva, o qual ficou preso nas ferragens e foi socorrido em estado grave.

Sua esposa, Gesiele Cacilda Morais, de 28 anos, que estava com o filho de um ano no colo, no banco de trás, foi arremessada contra o para-brisa e faleceu na hora. A criança também foi socorrida em estado grave. Toda a família é de Andradas-MG.

No Pálio estavam cinco pessoas, quatro são de Mogi Guaçu e uma de Vargem Grande do Sul, todos socorridas para a Santa Casa. O condutor e o passageiro que estava na frente ficaram em estado grave.

Todos os condutores tiveram amostras de sangue colhidas para exames toxicológicos. A ocorrência foi registrada como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

Fonte:

Deixe seu comentário