Portal da Cidade Andradas

POLÍTICA

Parlamento Jovem em Andradas conclui etapa municipal

Propostas aprovadas serão apresentadas durante a plenária regional em Ouro Fino

Postado em 26/06/2019 às 11:53 |

Estudantes andradenses abordaram o tema “Discriminação Étnico-racial" (Foto: ACS/Câmara de Andradas)

A etapa municipal do Parlamento Jovem de Andradas chegou ao fim. Estudantes andradenses participantes do projeto realizaram a discussão e votação das 21 propostas apresentadas e do levantamento das informações para o diagnóstico local sobre o tema “Discriminação Étnico-racial”.

Dividido em três subtemas, o assunto de 2019 propôs que os estudantes coletassem informações junto à comunidade andradense nos mais variados segmentos para detectar o que pode ser feito quanto às Desigualdades Socioeconômicas (subtema 1), Violências por Motivo Étnico-racial (subtema 2) e Direitos às Identidades e à Diversidade Cultural (subtema 3).

Os trabalhos tiveram duração de quatro meses e envolveram 22 estudantes da E. E. Dr. Alcides Mosconi, Colégio Junqueira, Colégio Ultra e Instituto de Educação Alfa Anglo.


Para cada subtema foram realizadas reuniões, oficinas temáticas e pesquisas de campo, que resultaram nas seguintes propostas a serem apresentadas na etapa regional, que acontece em agosto na cidade de Ouro Fino:

Subtema 1: Desigualdades socioeconômicas

1) Criação de creches em locais que haja grande fluxo migratório e/ou imigratório para assistir à demanda de crianças e dos pais que precisam trabalhar.

2) Criação de um restaurante popular para atender à população menos favorecida economicamente, que muitas vezes passa por dificuldades financeiras e de alimentação.

Subtema 2: Violências por motivo étnico-racial

1) Incentivo por parte dos poderes públicos para empresas do setor terciário, através da criação de prêmio ou selo, para a disponibilização de profissionais e programas que possam atender à comunidade dentro de abordagens psicológicas, principalmente tratando de casos de injúrias raciais.

2) Instituição de política, dentro das esferas públicas, para a não-contratação de pessoas com condenação reincidente em crimes de racismo e injúria racial, salvo mediante acompanhamento psicológico e/ou projetos de recuperação de tais pessoas.

Subtema 3: Direitos às identidades e à diversidade cultural

1) Divulgação ampla, nas páginas institucionais e demais mecanismos de comunicação que estejam ao alcance dos poderes públicos, incluindo a promoção de parcerias público-privadas para elaboração de materiais didáticos e propagação de literatura infantil focada na diversidade étnico-racial vinculada às escolas, espaços e instituições educacionais.

2) Criação de um programa de inserção do imigrante na cultura do país, contando com aulas de português, história do Brasil, etc., isso com parcerias público privadas, inclusive com escolas de idiomas e principalmente nas localidades com maiores índices de imigração.

TEMA 2020 - Ao final da plenária municipal, os 17 estudantes presentes também definiram o tema que Andradas vai propor para ser debatido em 2020 pelo Parlamento Jovem de Minas Gerais – “Jovem e Mercado de Trabalho”.

Fonte:

Deixe seu comentário