Portal da Cidade Andradas

AUXÍLIO

Entidades podem ser ajudadas através de declaração do Imposto de Renda

Ao longo de 2018, seis projetos receberam recursos vindos do Fundo para Infância e Adolescência em Andradas

Postado em 22/03/2019 às 11:28 |

Em 2018, instituições receberem mais de R$ 21 mil em Andradas (Foto: ACS/Prefeitura de Andradas)

Quem realiza a declaração de Imposto de Renda pode ajudar diversas instituições. Isso porque, uma campanha da Prefeitura Municipal de Andradas permite que quem optar pelo modelo completo de declaração possa ajudar as entidades andradenses através do Fundo para Infância e Adolescência (FIA).

A "doação" - que não custa nada ao contribuinte - pode ser feita tanto por quem tem imposto a pagar quanto a restituir. O valor destinado apenas reduz o valor do imposto a pagar ou aumenta o valor do imposto a restituir.

Para efetivar a doação o contribuinte deve preencher todas as fichas da declaração e, em seguida, consultar na ficha “Resumo da Declaração" (Doações Diretamente na Declaração - ECA) o valor disponível para doação, que já vem calculado pelo programa.

O Fundo para Infância e Adolescência é um Fundo Público que tem como objetivo financiar projetos que atuem na garantia da promoção, proteção e defesa dos direitos da criança e do adolescente. Os contribuintes podem decidir se parte do imposto devido será destinado à Receita Federal ou para o financiamento de projetos de atendimento à população infanto juvenil.

Os contribuintes que se encaixem em pelo menos um dos critérios da Receita Federal devem fazer sua declaração anual do Imposto de Renda, que em 2019 tem prazo até 30 de abril.

NÚMEROS EM ANDRADAS - Durante o ano de 2018, seis projetos foram atendidos em Andradas através do Fundo para Infância e Adolescência: aquisição de equipamentos permanentes destinados à Casa Arco-Íris; aquisição de material permanente destinado à APAE; aquisição de materiais pedagógicos destinados à Associação de Moradores do Bairro Pessegueiro da Serra e Vizinhos; aquisição de cadeiras de rodas pela APAE; aquisição de materiais pedagógicos; e capacitação das Conselheiras Tutelares, membros do CMDCA e profissionais da rede de proteção à criança e ao adolescente. No total, foram destinados R$ 21.803,84 através do FIA.

Fonte:

Deixe seu comentário