Portal da Cidade Andradas

DA UVA AO VINHO

Andradas: mais de um século de tradição em vinhos

História da cidade caminha lado a lado com a produção vinícola, que segue viva

Postado em 01/07/2019 às 00:00 |

Andradas possui hoje oito vinícolas produzindo vinhos de qualidade (Foto: Portal da Cidade)

A história de Andradas começou em 1790 com a ocupação de suas terras pelo fazendeiro Felipe Mendes e o Guarda-Mor Antônio Rabelo de Carvalho e em 1888 teve início a relação da cidade com a vitivinicultura. Neste ano, o Coronel José Francisco de Oliveira plantou em duas propriedades vinte variedades de parreiras provenientes da França. Após realizar experimentos e obter êxito no plantio, o Coronel passou a produzir vinhos.

Mas foi no final do século XIX que a cidade passou a ganhar maior representatividade. Nessa época, passaram a chegar a terras andradenses imigrantes italianos - mais de 500 famílias - e com eles se intensificou a cultura da uva e do vinho, que mudariam para sempre o destino do município.

O início

As primeiras videiras plantadas por italianos em Andradas datam de 1892, quando as famílias Marcon e Piagentini, recém-chegados ao país, se instalaram na cidade e iniciaram seus parreirais. Nos anos seguintes, diversas outras famílias vindas da Itália também se mudaram para a cidade, fazendo crescer a cultura vinífera.

Com um clima privilegiado por sua localização, o município se tornou referência na vitivinicultura, chegando em seu auge, a ter mais de 50 vinícolas. A crise no setor em meados do século XX fez com que várias delas fechassem as portas, mas algumas sobreviveram e ainda hoje mantêm viva a tradição. E mais, elevaram a qualidade de seus vinhos, colocando a cidade entre os maiores polos produtores do país, rendendo o apelido de “Terra do Vinho”.

Dias atuais

Atualmente são oito vinícolas ativas: Basso, Beloto, Bertoli/Nau Sem Rumo, Campino/Casa Geraldo, Muterle, Marcon, Stella Valentino e Villa Mosconi. Algumas delas premiadas internacionalmente. Parte desse sucesso se deve à técnica da dupla poda adotada no município, que permite a inversão do ciclo produtivo da videira, alterando para o inverno o período de colheita das uvas destinadas à produção de vinhos, garantindo uma qualidade superior do produto.

Uma festa

Dessa tradição italiana que criou raízes em Andradas se originou também uma atração cultural na cidade: a Festa do Vinho. Criada em 1954, teve sua 1ª edição em junho do mesmo ano.


Seu início se deve à atuação do Dr. Pedro de Barros Duarte, chefe da subestação de enologia local e idealizador do evento, e Ivo Nohra, coordenador da primeira edição da festa. Os festejos foram realizados em um barracão de sapé construído no largo do Mercado Municipal para sediar o evento. Nos dias de festa, a cidade recebeu o então governador de Minas Gerais, Juscelino Kubitschek, responsável, inclusive, por coroar a primeira rainha da Festa do Vinho, Ana Maria de Oliveira. Além disso, em uma exposição no Mercado Municipal, os Irmãos Bertoli ficaram com o título de melhor vinho do evento.

Desde então a Festa do Vinho cresceu e teve ao longo de sua história fatos marcantes, ficando nacionalmente conhecida. Entre os destaques estão a presença do rei da música brasileira, Roberto Carlos, em 1968, e os tradicionais desfiles pelas ruas da cidade ao longo dos anos 1970.

Do Mercado Municipal em sua primeira edição, a Festa do Vinho de Andradas teve diversas mudanças de endereços, passando pelo Pavilhão do Vinho, pelas ruas centrais da cidade, pelo Poliesportivo Risoleta Neves, Clube Campestre e pelo Estádio Municipal JK, onde inclusive acontece em 2019, quando chega a sua 54ª edição.

Tradicionalmente contando com as vinícolas e associações da cidade, a Festa do Vinho reúne milhares de pessoas e, além disso, ajuda a divulgar aquela que é a grande marca da história andradense, o vinho.

Confira quais são as adegas ativas atualmente em Andradas:

Vinícola Basso


Criada em 1902 por italianos que vieram para o país trabalhar na lavoura do café, mas que se mudaram para Andradas, a Vinícola Basso é uma das mais tradicionais da cidade. Ainda hoje mantém a propriedade em que iniciou atividades e segue apostando em uma produção artesanal. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícola Beloto


O início das atividades da adega Beloto data de 1928. Umas das famílias italianas a se instalar em Andradas, começou a fabricação de vinho com Fernando Beloto. Com forte produção em vinhos de mesa, a vinícola ainda hoje conserva seus tonéis de madeira e tem apostado em tecnologia para produção de novos vinhos. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícolas Bertoli e Nau Sem Rumo


A Vinícola Bertoli teve início das atividades em 1905. Originada com imigrantes italianos, conquistou espaço em outras regiões com vinhos finos e, em 1949, adquiriu a Nau Sem Rumo, responsável pelo 1º vinho tipo Madeira brasileiro. Hoje oferece uma visita guiada com degustação em seu casarão centenário. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícolas Campino e Casa Geraldo


A Vinícola Campino/Casa Geraldo é uma das mais novas de Andradas. Fundada em 1968, a adega por anos manteve a produção dos Vinhos Campino. Posteriormente, investiu na linha de vinhos finos, a Casa Geraldo. Hoje, além da moderna produção, aposta em um Complexo Turístico Enogastronômico para atrair visitantes. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícola Marcon


Fundada em 1912, a Vinícola Marcon é mais uma de origem italiana e realiza todo o processo de produção do vinho, desde o plantio, ao engarrafamento. Em constante modernização, em 2006 inaugurou uma Enoteca para que visitantes possam degustar e adquirir seus vinhos. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícola Muterle


A Muterle começou sua história com os vinhos em Andradas em 1915, após os primeiros integrantes da família chegarem à cidade. Em sua quarta geração ligada à vitivinicultura, é aberta a visitação, em que os visitantes podem conhecer as parreiras e adega, além de degustar os vinhos ali produzidos. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícola Stella Valentino 


As atividades relacionadas ao vinho em Andradas começaram em 1910 para adega Stella Valentino. Os primeiros membros da família se mudaram para a cidade e iniciaram a produção para consumo próprio. Em 2002, passou a investir em vinhos finos e, após 100 variedades testadas, tem colocado sua nova produção no mercado. Saiba mais sobre a vinícola.

Vinícola Villa Mosconi


A Villa Mosconi não é mais uma vinícola centenária de Andradas. Com início de atividades na cidade em 2006, funciona hoje em um casarão centenário e está em uma propriedade com uma fonte de água mineral natural. Com produção de vinhos e espumantes, tem expandido sua atuação nos últimos anos. Saiba mais sobre a vinícola.

Fonte:

Deixe seu comentário